• Palco
Menu
 
Coordenação
Susana Sardo (co-IP)
 
 
Financiamento
POCI-FEDER, Fundação para a Ciência e a Tecnologia-OE
 
 
Referência
PTDC/ART-PER/31812/2017
 
 
Prazo de Execução
1 de Junho de 2018 a 31 de Maio de 2021
 
 
Equipa
 
  
Resumo
Este projecto propõe-se estudar e resgatar diferentes cosmovisões e relações sociais proporcionadas por práticas musicais, seus agentes e instrumentos (com enfoque nos cordofones) que circularam e circulam no corredor atlântico entre Portugal e o Brasil, com passagem nos arquipélagos da Madeira, Açores e Cabo Verde. Sustenta-se na hipótese segundo a qual certas relações de criação, fruição e trabalho com a música - marcadas pela partilha de repertórios disseminados a partir de Portugal - proporcionaram a construção de universos sensíveis, singulares e autónomos, que definem diferentes modos de ver o mundo.
O projeto junta investigadores de diferentes áreas disciplinares - música, etnomusicologia, história, antropologia, sociologia, tecnologias digitais - com o objetivo comum de produzir e promover conhecimentos sobre sons e memórias que se inscrevem na vida social transnacional. Mobiliza práticas de investigação partilhada e desdobra-se em frentes de trabalho interativas e complementares conducentes (1) à produção e edição de narrativas sobre música e memória, mediante investigação partilhada com grupos, indivíduos e comunidades cuja herança patrimonial é entendida numa relação histórica com Portugal; (2) ao mapeamento de práticas e instrumentos musicais junto de comunidades lusófonas; (3) à pesquisa com acervos sonoros de arquivo e pesquisa etnográfica com músicos e outros participantes da produção cultural, em perspectivas local e translocal, sincrónica e diacrónica; (4) à realização de análise etnomusicológica e historiográfica sobre o papel dos músicos e dos instrumentos de cordas na construção de relações simbólicas e materiais entre práticas musicais vinculadas a Portugal, Brasil e outros territórios do corredor atlântico.  
A partir da actualização e ampliação do corpus de dados por meio de trabalho de campo centrado na interlocução entre investigadores, construtores de instrumentos e músicos e também dos registos fonográficos disponíveis em acervos públicos e privados, seguiremos procedimentos de: (1) organização de material iconográfico, fonográfico e organológico, visando a formar, por estágios, uma coleção de memória e cultura material do Atlântico sensível, para acesso virtual e livre; (2) levantamento e análise das relações de trabalho musical com os referidos instrumentos, em dimensão local e transnacional; (3) organização de um 'encontro de saberes' que reúna construtores de instrumentos, músicos e investigadores académicos dos territórios estudados com o objetivo de conceber novos produtos criativos ao nível dos objetos e das práticas comuns. (4) Constituição de um acervo resultante da investigação (uma “Coleção Atlântica”) que potencie o diálogo entre a documentação original coligida no terreno e processos futuros de reativação criativa da memória através da música.
 
 
Palavras-chave
Etnomusicologia; Instrumentos Musicais; Investigação partilhada; Comunidades atlânticas lusófonas