• Disco
Menu
Escolher um contacto:
Imagem do contacto
Doutor Integrado | Pós-Doc
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas | Universidade Nova de Lisboa
Av. de Berna, n.º 26 C
1069-061 Lisboa
Portugal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel: (+351) 21 790 83 00 (ext. 1583)

Nota Biográfica

Pedro Belchior Nunes é Investigador Integrado no Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, tendo sido anteriormente Professor Auxiliar Convidado do Departamento de Ciências Sociais e de Gestão da Universidade Aberta entre 2008 e 2014 e Professor Adjunto na Escola Superior de Artes e Design entre 2007 e 2008. É licenciado em Sociologia pela FCSH-UNL e doutorado em Sociologia dos Media pelo Stirling Media Research Institute da Universidade de Stirling, Reino Unido. As suas áreas de interesse incluem os Popular Music Studies e a Sociologia da Cultura e dos Media, tendo realizado investigação e publicado sobre temas diversos como Jornalismo e Crítica Musical, a Indústria Fonográfica e Música e Juventude.
 
 
 
Projeto de Pós-Doutoramento
 
Título
O (sub)campo da música popular em Portugal: agentes, valores e ideologias
 
PNunes PD
 
Orientação
 
Referência Bolsa
SFRH/BPD/100/654/2014
 
Resumo
Este projecto tem como objectivo principal compreender a produção e disseminação de música popular em Portugal a partir da noção de campo proposta por Pierre Bourdieu. Abordarei a música popular não tanto enquanto categoria ou género musical mas enquanto um possível subcampo de produção cultural dentro dos campos da música e da cultura, através do conhecimento dos agentes e dos valores e ideologias em disputa que compõem este espaço. A minha abordagem é focada em diferentes períodos da produção e disseminação de música popular nomeadamente a primeira metade da década de 1970, quando a sua produção e disseminação é enquadrada por um contexto de disputa político-ideológica entre ideologias dominantes e resistentes; o período de 1980-85 marcado por mudanças estruturais nas indústrias fonográfica e dos media e pela afirmação de novos discursos concorrentes sobre o valor estético e cultural da música popular; e o contexto actual marcado por novos canais e plataformas de produção e de acesso à música e seus efeitos na (re)estruturação deste subcampo.
 
 
 
 
Linha Temática: Música e Media