• Bombos
Menu
Escolher um contacto:
Imagem do contacto
Doutor Integrado | Pós-Doc
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas | Universidade Nova de Lisboa
Av. de Berna, n.º 26 C
1069-061 Lisboa
Portugal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel: (+351) 21 790 83 00 (ext. 1583)

Nota Biográfica

Cristina Fernandes é investigadora integrada do INET-MD (FCSH-NOVA), onde desenvolveu um projecto de pós-doutoramento sobre as práticas musicais e o cerimonial da Capela Real e Patriarcal de Lisboa (1716-1834) com uma bolsa da FCT entre 2011 e 2017. É coordenadora da linha temática do INET-md “Abordagens Históricas à Performance Musical” e professora auxiliar convidada no Departamento de Ciências Musicais. Natural da Guarda, fez o Curso Complementar de Piano no Conservatório da Covilhã, antes de obter a licenciatura em Ciências Musicais na FCSH-NOVA. Completou o Mestrado em Musicologia Histórica na mesma instituição e doutorou-se na Universidade de Évora em 2010. Integrou o projecto de investigação “Estudos de Música Instrumental em Portugal (1755-1834)” (Universidade de Évora) e é membro do grupo de investigação “Música em Espanha; Composição, Recepção e Interpretação” (Universidade de La Rioja, Espanha). Faz parte da equipa do projecto europeu "PERFORMART- Promoting, Patronising and Practising the Arts in Roman Aristocratic Families (1644-1740). The Contribution of Roman Families’ Archives to the History of Performing Arts", dirigido por Anne-Madeleine Goulet (ERC Consolidator Grant 2015; instituições de acolhimento: CNRS, École Française de Rome). Tem participado em conferências e seminários de investigação em Portugal, Espanha, Itália, Reino Unido, França, Bélgica, Holanda, Áustria e Brasil e é autora de diversos livros e artigos sobre a música e a cultura no século XVIII, entre outros temas. Foi professora em estabelecimentos do ensino especializado da música de diferentes níveis, incluindo a Fundação Musical dos Amigos das Crianças, a Academia Nacional Superior de Orquestra (Metropolitana), a Escola das Artes – Univ. Católica Portuguesa (Porto) e a FCSH-NOVA. É membro da direcção da SPIM-Sociedade Portuguesa de Investigação em Música e crítica de música do jornal Público.
 
 
 
Projetos de Pós-Doutoramento
 
Títulos 
Música na Capela Real e Patriarcal de Lisboa (1716-1834): Modelos, Repertórios e Práticas Performativas
(1º triénio: Abril de 2011 a Março de 2014)
 
A Capela Real e Patriarcal de Lisboa no contexto europeu: comparações internacionais no âmbito do cerimonial de corte e das práticas musicais
(2º triénio: Abril de 2014 a Março de 2017)
 
Cristina PD
 
Orientação
 
 
Referência Bolsa
SFRH/BPD/75201/2010
 
Resumo
O presente projecto de investigação pretende estudar as práticas musicais na Capela Real de Lisboa desde a sua elevação ao estatuto de Patriarcal em 1716, por iniciativa de D. João V, até à extinção em 1834 em consequência da afirmação do Liberalismo e do colapso do Antigo Regime em Portugal. Durante este período, as instituições da música sacra da corte constituíram a mais importante rede de circulação de músicos e repertórios e assumiram uma importância estratégica na representação simbólica do poder régio. Apoiada por um investimento monumental da Casa Real, a música sacra teve um impacto no panorama cultural luso-brasileiro muito maior do que o de qualquer outro domínio musical. O projecto constitui uma continuação lógica da tese de doutoramento O sistema produtivo da música sacra em Portugal no final do Antigo Regime: a Capela Real e a Patriarcal entre 1750 e 1807, abrangendo agora todo o período de existência da instituição e dando ênfase a vertentes que não tinham sido aprofundadas no doutoramento como a produção musical propriamente dita (edição crítica e análise de repertórios, modelos composicionais, práticas de execução, etc.) e as comparações internacionais através de uma contextualização da Capela Real portuguesa no panorama europeuEste último objectivo constitui o principal fio condutor do segundo triénio do projecto (renovação concedida pela FCT em Março de 2013), sob o título A Capela Real e Patriarcal de Lisboa no contexto europeu: comparações internacionais no âmbito do cerimonial de corte e das práticas musicais. A abordagem implica o recurso a metodologias interdisciplinares, envolvendo não só a musicologia, mas também aspectos ligados à história política, social, religiosa e cultural. O estudo comparativo envolvendo a Capela Real e Patriarcal portuguesa e outras capelas de corte europeias de tradição católica (sobre as quais existe já uma ampla bibliografia) terá em conta aspectos como os modelos de organização das estruturas musicais da monarquia; o ritual litúrgico e o cerimonial de corte; os géneros musicais locais específicos e a circulação de repertórios internacionais; a relação do contexto funcional com as práticas interpretativas; as repercussões da actividade das Capelas Reais na vida musical das cidades através da actuação dos seus músicos em diferentes espaços ou da criação de redes profissionais; e o papel da monarquia e das autoridades eclesiásticas na definição do gosto e de estéticas rituais.
 
 
 
 
Linha Temática: Abordagens Históricas à Performance Musical (coordenadora)