• Dança 6
Menu
Escolher um contacto:
Imagem do contacto
Doutorando
Departamento de Comunicação e Arte | Universidade de Aveiro
Campus Universitário de Santiago
3810-193 Aveiro
Portugal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel: (+351) 234 370 389 (ext. 23700)

Nota Biográfica

Frederico Herrmann é músico, investigador, guitarrista e professor. Com o apoio da CAPES (Brasil), desenvolve o seu Doutoramento em Performance Musical na Universidade de Aveiro, instituição pela qual também obteve o Certificado de Estudos Avançados. É também Mestre em Performance Musical pela Hochschule Luzern – Musik (Suíça) e Bacharel em Violão Clássico pela Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil).
Atuou como docente no Departamento de Música da UFOP (2008/09), na Escola de Música da UFMG (2012/13), na Musikschule der Stadt Zug (2010) e Musikschule Herisau (2011), ambas na Suíça. Em Portugal foi professor do Conservatório de Música do Porto (2014/15).
É idealizador e curador do projeto “violão|intercâmbio” desenvolvido entre 2012 e 2014 com o apoio da “Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte”. Além do trabalho como músico e investigador, Frederico é videomaker e vem atualmente aventurando-se na lutheria, tendo como foco a escola granadina de violões e o trabalho de luthiers como Robert Bouchet, Daniel Friederich e Hermann Hauser.
 
 
 
 
 
  
Projeto de Doutoramento
 
Título
Homenaje de Manuel de Falla: influência e intertextualidade no desenvolvimento do repertório guitarrístico moderno
 
Orientação
Paulo vaz de Carvalho (co-orientador Daniel Wolff - UFRGS, Brasil)
 
Resumo
A presente pesquisa tem por objectivo fazer uma reflexão histórica sobre a obra "Homenaje a Debussy" (08/1920) e o seu impacto em parte do repertório para guitarra do século XX, tendo como base conceitual a intertextualidade de Julia Kristeva. A finalidade deste trabalho é desenvolver um estudo musicológico aliado ao estudo performativo desta obra baseando-se nos diversos manuscritos reunidos por esta pesquisa e na documentação epistolar trocada entre agentes históricos como Manuel de Falla, Claude Debussy, Miguel Llobet, Andrés Segovia, entre outros.