• citara
Menu
Escolher um contacto:
Imagem do contacto
Doutorando
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas | Universidade Nova de Lisboa
Av. de Berna, n.º 26 C
1069-061 Lisboa
Portugal
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel: (+351) 21 790 83 00 (ext. 1583)
CV:

Nota Biográfica

Doutorando em Ciências Musicais (variante de Etnomusicologia) na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (Universidade Nova de Lisboa), instituição na qual obteve o grau de mestre na mesma área científica, em 2004. Após investigação sobre culturas urbanas, nomeadamente sobre as Marchas Populares de Lisboa (tema da tese de mestrado), desenvolve actualmente investigação no âmbito dos media studies, com enfoque nos primórdios da televisão em Portugal (1956-1964). Das suas publicações importa salientar: "A vertente musical nas Marchas Populares de Lisboa" in Joana Amaral (ed.) cumpliCIDADE. Câmara Municipal de Lisboa: EGEAC (2007); "Da Rádio para a Televisão: Modelos e Processos de Produção Musical nos Primórdios da Televisão em Portugal" in Marco Brescia e Rosana Marreco Brescia (eds.) Actas do II EncontroIbero-Americano de Jovens Musicólogos. Tagus-Atlanticus Associação Cultural: Porto, 2014. Grande parte da sua actividade profissional tem sido como docente na Escola Superior de Educação (entre 2005 e 2012), onde foi professor adjunto de Expressão Musical e da Didáctica das Expressões na licenciatura e mestrado em Educação Básica e Educação Social. Entre 2008 e 2010 foi director pedagógico da escola de música Musicentro, onde leciona guitarra clássica como actividade extracurricular actualmente. Foi júri das Marchas Populares de Lisboa entre 2008 e 2012. No que se refere à investigação é, desde 2004, investigador colaborador no Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md), tendo apresentado parte do seu trabalho em congressos nacionais e internacionais.
 
 
 

Projeto de Doutoramento

 

Título

Produção musical nos primórdios da Radiotelevisão Portuguesa (1956-1964)

 

JoaoRicardoPintoBarra.png

 

Orientação

João Soeiro de Carvalho

 

Referência Bolsa

SFRH/BD/40792/2007

 

Resumo

A minha tese aborda a produção musical na Radiotelevisão Portuguesa (RTP) desde o início das emissões experimentais, a 4 de setembro de 1956, até à entrada em funcionamento do videotape no início de 1964. O campo dos média, anteriormente definido pela rádio, disco, cinema e imprensa escrita, passou na época a integrar mais um elemento: a televisão. Enquanto meio de difusão parece ter tido um papel importante tanto na divulgação da música pré-existente dando continuidade aos antigos modelos e processos de produção, como na mudança musical ao fazer chegar a imagem dos intervenientes musicais a espaços onde de outra forma seria impossível. Este estudo, que incide sobre a “música de ecrã”, ou seja, “a música que emana de uma fonte situada direta ou indiretamente no lugar e no tempo da ação” (Chion 2011, 67), tem como objetivo estudar a importância da presença da musica na televisão partindo da análise da produção musical neste novo meio de comunicação. Assim, é necessário saber quem esteve presente nos ecrãs de televisão, que tipo de repertório executou, em que tipo de programas participou, e qual o peso da programação musical nas grelhas de televisivas. A influência da televisão tanto no campo dos média, ao qual pertenceu desde a sua origem, como fora deste parece ter aumentado gradualmente ao longo do período definido para o presente estudo. A televisão foi na época um meio de comunicação que não se limitou a reproduzir a música que emergia dos meios de comunicação existentes anteriormente. Parece ter sido responsável tanto por alterações nas linguagens já presentes no cinema, na rádio e no disco antes do seu advento, como pela rápida emergência de novas categorias musicais muito associadas à imagem televisiva. No contexto nacional os média têm tido pouca atenção por parte dos investigadores que se dedicam aos estudos sobre música, particularmente a televisão que tem sido quase esquecida (Pinto 2005, 14). Desta forma a contribuição da presente investigação, é fornecer dados concretos e ferramentas de análise que possam ser úteis a investigadores que se venham a debruçar sobre a música na segunda metade do século XX no contexto português. É fundamental que passem a ter em conta a importância que os diferentes meios de comunicação, nomeadamente a televisão, tiveram nas diferentes linguagens musicais.

 

 

 
 
Linha Temática: Música e Media